top of page
  • furpacontato

ENTIDADES SE UNEM EM CAMPANHA DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO NO RS



Com o slogan “Não ignore os avisos”, o Movimento Gente Ajudando Gente se uniu com diversas entidades em prol de uma única causa: salvar vidas através de uma campanha de prevenção ao suicídio no Rio Grande do Sul. A campanha lançada na manhã desta quinta-feira, na Casa dos Conselhos de Porto Alegre, foi criada pela agência Moove e reforça a ideia de que é preciso dar atenção aos sinais emitidos por pessoas, potencialmente, suicidas.


Conforme estudos, em média, alguém que tira a sua própria vida, faz cinco tentativas, além de dar sinais aos que rodeiam de que podem vir a cometer o ato. O índice de suicídios no país apresenta números alarmantes. Os números no Rio Grande do Sul apresentam índices três vezes maiores do que a média nacional nesse tipo de incidência.


O criador do Movimento Gente Ajudando Gente, jornalista Julio Ribeiro afirma que é necessário que imprensa e sociedade tratem do assunto, pois o silêncio em torno do tema não tem contribuído para diminuição dos casos de suicídio. “O movimento Gente Ajudando Gente surgiu no ano passado e nossa primeira campanha foi buscar ajudar as famílias de venezuelanos que estavam chegando no Brasil. Esse ano, nós queríamos fazer uma campanha com ação no Rio Grande do Sul. E uma dos recordes trágicos é que temos três vezes mais do que a média nacional de suicídios. É um assunto no qual nós colocamos um tabu e não falamos. Só que o silêncio não tem ajudado em nada. Os índices têm aumentado com o passar dos anos. Então, nós resolvemos fazer essa campanha com uma série de atividades tentando minimizar e ganhar espaço para a vida”, afirma.


A campanha é uma iniciativa do Clube de Opinião do RS e do Rotary Club Gloria Teresópolis, com participação do Centro de Valorização da Vida (CVV), Centro de Promoção à Vida e Prevenção ao Suicídio, Secretaria Estadual da Saúde, Pão dos Pobres, CIEE/RS, Fundação dos Rotarianos de Porto Alegre, CREMERS, Trensurb e veículos de comunicação.


A ação do movimento realizada no ano passado foi voltada a ajudar as famílias de venezuelanos que estavam chegando ao Brasil através de Roraima. Ao todo foram arrecadados cerca de 20 mil itens de higiene em parceria com farmácias gaúchas. Todo o material arrecadado foi enviado a Boa Vista por meio da Força Aérea Brasileira (FAB).


Fonte: Radio Guaiba

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page